Sanepar ganha prêmio nacional de inovação pela prática de reutilização do lodo de esgoto

Destaques Saúde

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) foi eleita, pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com o Centro de Estudos de Infraestrutura e Soluções Ambientais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), como destaque em saneamento no País pela boa prática de gestão voltada para a reutilização do lodo de esgoto.

A premiação foi na categoria de Inovação & Tecnologia, que, pela primeira vez, reconheceu empresas de saneamento que contribuam para o desenvolvimento do Brasil. A entrega do troféu ocorre nesta quinta-feira (10), na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

Pioneira no Brasil em pesquisa e uso em escala do lodo na agricultura, a Companhia já destinou cerca de 400 mil toneladas de lodo para uso agrícola desde 2007. Isso equivale a cerca de R$ 60 milhões em benefício para a agricultura paranaense. No ano passado, foram 14,3 mil toneladas de lodo em 2.655 hectares, beneficiando  89 produtores de 52 municípios. 

O programa de uso agrícola do lodo de esgoto da Sanepar também foi indicado como referência pela Organização das Nações Unidas (ONU) e já foi visitado por profissionais de outras por companhias de saneamento, como aquelas dos estados da Bahia, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás.

“O sucesso do programa de uso agrícola do lodo é resultado de muita dedicação, engajamento e, em especial, de uma trajetória técnica e científica inspiradora. Seguimos avançando com as pesquisas que indicam que esse processo pode ser aprimorado, agregando mais valor e gerando ainda mais benefícios para a sociedade”, afirma o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile.

Em todo o Estado, a Sanepar tem 36 unidades de gerenciamento de lodo, que recebem o material gerado nas estações de tratamento de esgoto. A aplicação é conduzida por engenheiros agrônomos da Companhia que fazem parte da Gerência de Gestão Ambiental, submetida à Diretoria de Meio Ambiente e Ação Social.

Fonte: AEN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *