Diretores da empresa Agro Laranjeiras estiveram na Câmara de Vereadores apresentando detalhes do projeto que deverá ser a maior maternidade de leitões do Brasil.

Destaques Laranjeiras do Sul

Na manhã da sexta-feira (15) os diretores da empresa Agro Laranjeiras estiveram na Câmara de Vereadores apresentando detalhes do projeto que deverá ser a maior maternidade de leitões do Brasil. A Agro Laranjeiras já está processo de implantação e faltam ainda algumas licenças para que o projeto tenha andamento em relação ao trabalho de terraplanagem.

O encontro desta manhã na Câmara trouxe vários esclarecimentos como o andamento do projeto, o que falta para iniciarem as obras, entre outros detalhes. O presidente da Câmara Carlos Alberto Machado Magrão, afirmou que marcou o encontro dias após a Câmara aprovar um projeto de operação de crédito para prefeitura junto ao Banco do Brasil, e uma parte desse dinheiro será investido na Terraplanagem do terreno onde será construída a Agro Laranjeiras. “Eles queriam nos passar essas informações de como está o andamento das licenças e também as dificuldades que eles encontram para que esse projeto avance”, destaca o presidente.

Segundo Magrão, o encontro foi como uma prestação de contas daquilo que os vereadores votaram e aprovaram para o município. “Algumas dúvidas dos vereadores foram esclarecidas e também agora podemos passar essas informações para a população. Sabemos da grandeza desse projeto, que não é de uma hora pra outra que isso vai acontecer, é passo a passo”, ressalta Magrão.

De acordo com um dos diretores da empresa, Maciel Batistel, após a empresa receber as escrituras do terreno, em setembro de 2023, já entrou com pedido de algumas licenças. Nesta semana já recebeu a licença para corte de árvores, que  logo deverá acontecer. Agora para que a terraplanagem do local inicie a empresa aguarda a licença de movimentação de solo.

Uma das preocupações também da empresa é o tratamento de resíduos que serão gerados pela Agro Laranjeiras. Com um sistema criado pela Embrapa, a empresa realizará o trabalho de tratamento de efluentes e com isso 70% da água será reaproveitado.

Segundo ainda dados da Agro Laranjeiras, na obra para construção do empreendimento, a estimativa é gerar 500 empregos. Depois de pronta, a estimativa é de 200 empregos fixos na empresa.

SOBRE O LOCAL

A área, está localizada na comunidade de Nova Colônia e tem um total de 142 alqueires onde será instalada a maior maternidade de leitões do Brasil, com capacidade para 32 mil matrizes, 80 mil leitões/mês e 1 milhão de leitões por ano. A empresa será construída em uma área de 3.386.388,51 m². A área de implantação do projeto será de 920.289,55 m². No local, serão construídos um núcleo de creche e recria (UCR), dois núcleos de Unidade de Produção de Leitões (UPD), uma unidade de armazenagem de grãos, uma fábrica de rações, um tratamento de dejetos, uma unidade produtora de energia Fotovoltaica e Biogás.

 

Fonte: Câmara de Vereadores de Laranjeiras do Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *