Policia Civil de Laranjeiras do Sul, Cantagalo Palmital, Quedas do Iguaçu e Chopinzinho desencadeiam Operação contra o tráfico de drogas

Destaques Policial

Na manhã do dia 27 de março de 2024, a Polícia Civil de Laranjeiras do Sul, com apoio das Delegacias de Cantagalo, Palmital, Quedas do Iguaçu e Chopinizinho, desencadeou uma operação de repressão qualificada contra um grupo criminoso que estava associado para a prática de tráfico de drogas em nossa região.

As investigações são desdobramento de uma ação realizada pela Polícia Civil em setembro de 2023, ocasião em que foi preso em flagrante um casal que tinha em seu poder mais de quilo de cocaína e pouco mais de 30 gramas de crack. Além deste indivíduo, outros operadores dessa associação criminosa investigada (fornecedor de drogas de Cascavel e o traficante que distribuía as drogas em nossa região) também já haviam sido presos pela Polícia Civil de Laranjeiras do Sul em uma outra operação, deflagrada no dia 05 de outubro de 2023.

Com os principais articuladores presos, a ação desta data contou apenas com 6 mandados de busca e apreensão, com o objetivo de reunir provas contras os colaboradores desta quadrilha. Durante a ação, desencadeada nas cidades de Rio Bonito do Iguaçu, Virmond e Chopinzinho, um indivíduo foi preso por tráfico de drogas, em poder de cerca de 140 gramas de maconha, outro foi preso posse irregular de arma de fogo, por estar em poder de uma espingarda calibre 32, e um terceiro foi detido por posse de drogas para consumo pessoal, com uma pequena quantidade de maconha.

Após ação e a confecção dos devidos procedimentos, o indivíduo preso por tráfico de drogas foi encaminhado à Cadeia Pública local, encontrando-se à disposição da Justiça.

Com a ação de hoje, a Polícia Civil praticamente conclui a referida investigação, que possibilitará a responsabilização de 6 investigados por associação para o tráfico de drogas, dos quais 4 também responderão por tráfico de drogas, além da responsabilização dos outros 3 indivíduos que foram conduzidos hoje, pelos crimes pelos quais foram autuados.

Fonte – PCPR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *